TUDO SOBRE TECNOLOGIA

Renault Sandero RS no Brasil

image

O Renault Sandero ainda não ganhou uma versão esportiva de fato. Nem competição à moda da antiga Copa Clio. A finada edição GT Line era basicamente um pacote estético, um poser como outros hatches do tipo. Isso vai terminar. Após rodarmos centenas de quilômetros, demos de cara com o Sandero RS, com lançamento previsto para o primeiro semestre. O hatch ostentava apenas uma camuflagem pontual sobre suas maiores alterações. Ao nos depararmos com o modelo que ia pouco à frente nos arredores da fábrica da Renault-Nissan de São José dos Pinhais (PR), bastou bater o olho sobre o para-choque traseiro para saber do que se tratava.

As duas saídas de escape não estão ali por acaso. Longe de serem perfumaria, emitiam um ronco grave. Era apenas uma pista que a motorização não era a reedição do antigo 1.6 16V de 112 cv usado na geração anterior. Tratava-se de um 2.0 16V. Embora em outros mercados do Leste europeu o ajuste possa ser um pouco menos potente, no Brasil o motor 2.0 deve manter a calibração padrão para 143 cv e 20,3 kgfm de torque (com etanol), regidos pelo câmbio manual de seis marchas.  Podemos arriscar uma aceleração de 0 a 100 km/h em torno de 9 segundos e velocidade máxima perto dos 200 km/h. Outros pontos entregavam o aumento considerável de potência, em especial os discos traseiros a disco.

Saiba mais no site da Auto Esporte

Phelipe Lira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s